STJ reconhece bis in idem e anula condenação transitada em julgado

13 de junho de 2017

Uma policial militar condenada a 2 anos e 4 meses de prisão por tortura conseguiu anular no Superior Tribunal de Justiça a decisão que a condenou e que já havia transitado em julgado. O ministro Néfi Cordeiro reconheceu que houve o bis in idem, quando a pessoa responde duas vezes pelos mesmos fatos. Isso porque […]

Categoria:  + Leia mais

Mulher será indenizada em R$ 40 mil por se machucar ao fugir de rato em fast food

12 de junho de 2017

Uma mulher que sofreu fratura ao tentar fugir de um rato que invadiu a área de alimentação de um fast food no Rio de Janeiro receberá indenização por dano moral de R$ 40 mil. A decisão é da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que, por unanimidade, rejeitou recurso apresentado pela empresa. Segundo a ação, […]

Categoria:  + Leia mais

Uma advogada transexual pela primeira vez na tribuna do STF

9 de junho de 2017

Gisele Schmidt e Silva defendeu ação sobre alteração de registro civil sem mudança de sexo Por Márcio Falcão O Supremo Tribunal Federal registrou nesta quarta-feira (7/6) a primeira sustentação oral da advogada Gisele Alessandra Schmidt e Silva formada há dois anos. Logo no início de sua fala, ela revelou a importância de sua presença no […]

Categoria:  + Leia mais

Conheça o perfil dos ministros do TSE publicado pelo Anuário da Justiça

7 de junho de 2017

O Tribunal Superior Eleitoral começou a julgar às 19 horas desta terça-feira (6/6), com transmissão ao vivo, o processo que pode resultar na cassação do mandato do presidente Michel Temer, após uma longa tramitação iniciada no final de 2014. O futuro do chefe do Poder Executivo do país está nas mãos dos sete ministros da corte. […]

Categoria:  + Leia mais

TJ-RJ levará audiências de custódia para o interior do estado

6 de junho de 2017

“A audiência de custódia visa garantir ao preso em flagrante o direito de ser ouvido pessoalmente, e nunca por videoconferência, por um juiz, em até 24 horas. Esse é um direito fundamental que permite, nas palavras do ministro Lewandowski, quando presidente do Conselho Nacional de Justiça, ‘analisar de forma mais cautelosa as circunstâncias da prisão’. […]

Categoria:  + Leia mais

Travestis e transexuais poderão usar nome social no Ministério Público de SP

5 de junho de 2017

Está aprovado em definitivo o uso do nome social para travestis e transexuais em todas as relações pessoais no âmbito do Ministério Público de São Paulo. Em ato normativo a ser publicado nesta segunda-feira (5/6), o MP paulista dá o direito de escolha da identificação a ser usada aos usuários dos serviços da instituição e aos servidores, […]

Categoria:  + Leia mais

Delações se tornaram instrumentos eminentemente políticos

2 de junho de 2017

Por O Estado de S. Paulo *Texto originalmente publicado nesta quinta-feira (1º/6) como editorial do jornal O Estado de S. Paulo, com o título É isto a justiça? O juiz federal Sergio Moro defendeu as delações premiadas, dizendo que, sem elas, “não teria sido possível descobrir os esquemas de corrupção no Brasil”. Segundo o magistrado, “a […]

Categoria:  + Leia mais

Supremo pode descriminalizar jogos de azar em todo o Brasil nesta quinta-feira

1 de junho de 2017

Por Fernando Martines Em meio a delações, grampos e crises das mais variadas, uma novidade corre sem muito alarde no Supremo Tribunal Federal. Nesta quinta-feira (1º/6), a corte julgará, com repercussão geral, se a criminalização de jogos de azar é compatível com a Constituição. Em outras palavras, os dados poderão começar a rolar livremente, dependendo do entendimento […]

Categoria:  + Leia mais

“Nada pode justificar” preventivas de longa duração, diz Celso de Mello

30 de maio de 2017

Por Pedro Canário “Nada pode justificar a permanência de uma pessoa na prisão, sem culpa formada, quando configurado excesso irrazoável no tempo de segregação cautelar do acusado, considerada a excepcionalidade da prisão processual, mesmo que se trate de crime hediondo”, afirma o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal. Com esse argumento, ele mandou soltar uma mulher […]

Categoria:  + Leia mais

Acordos de delação da “lava jato” são ostensivamente ilegais, diz Canotilho

26 de maio de 2017

Por Sérgio Rodas Acordos de delação premiada não podem prometer redução da pena em patamar não previsto na Lei das Organizações Criminosas (Lei 12.850/2013), nem oferecer regimes de cumprimento dela que não existem nas leis penais. Caso contrário, haverá violação aos princípios da separação de poderes e da legalidade. Também por isso, esses compromissos só alcançam […]

Categoria:  + Leia mais