Advocacia Criminal no Rio de Janeiro

Justiça condena a 28 anos de prisão assassinos de estudante da UFRJ

O juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, da 17ª Vara Criminal da Capital, condenou nesta terça-feira, dia 31, os réus Anderson Leandro Bernardes e Willian Augusto Nogueira a 28 anos de reclusão e 50 dias-multa pelo latrocínio (roubo seguido de morte) de Alex Schomaker Bastos.

O crime aconteceu no dia 8 de janeiro do ano passado. A vítima estava em um ponto de ônibus na Rua General Severiano, em Botafogo, Zona Sul, quando foi surpreendida pela dupla que estava em uma motocicleta. Os criminosos roubaram o celular e a mochila de Alex, que foi atingido por disparos de arma de fogo efetuados por Anderson.

“Como se depreende do conjunto de provas, os elementos de convicção são por demais robustos para afirmar, além da dúvida razoável, que foram os réus os autores do latrocínio que vitimou Alex Schomaker Bastos. Assim, comprovados os fatos típicos, não havendo causas excludentes de ilicitude ou culpabilidade, impõe-se o decreto condenatório”, escreveu o juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte na sentença.

Na sentença, o magistrado determinou ainda que as penas sejam cumpridas, inicialmente, em regime fechado. O valor de cada dia-multa foi fixado em um trigésimo do salário mínimo vigente à época do crime. Os réus também foram condenados ao pagamento das custas processuais.

Segundo os autos do processo, o celular da vítima foi encontrado com Antônio Vandey Vieira Nobre. A testemunha disse que adquiriu o aparelho em uma feira de produtos usados. As investigações revelaram que diversas outras vítimas de roubos no Rio de Janeiro reconheceram Anderson e Willian como autores dos crimes e descreveram as motocicletas usadas pela dupla para cometer os delitos.

Processo: 0022126-17.2015.8.19.0001

JL/FB

Fonte: TJRJ

Categoria: